Inicial / Cinema / O gênio azulão de Will Smith é um dos melhores personagens de "Aladdin"

O gênio azulão de Will Smith é um dos melhores personagens de "Aladdin"

Muita gente torceu o nariz quando surgiram as primeiras imagens de Will Smith pintado de azul como o Gênio da Lâmpada de “Aladdin” no remake em live action da clássica animação da Disney de 1992, que estreia hoje.

Afinal, um personagem azul funciona muito bem em uma animação infantil (dublado por Robin Williams), mas não combinaria com um ator de carne e osso, como é o caso de Will Smith.

As críticas, baseadas apenas nas imagens dos trailers, diziam que o Gênio tinha ficado artificial, como se fosse uma pessoa pintada de azul. Mas bastou as primeiras exibições do filme para a imprensa para que as críticas mudassem e passassem a elogiar a atuação de Smith e a direção de Guy Ritchie.

Assistimos ao filme e, de fato, o Gênio de Will Smith é uma das grandes surpresas do live action.

O filme é bastante semelhante à animação, inclusive com os mesmos figurinos e cenas praticamente idênticas às de 1992, ao contrário de “Dumbo”, em que foi feito um novo filme completamente diferente do original.

A seguir, apontamos cinco características do Gênio de Will Smith que provam por que o personagem é uma das melhores coisas do filme.

Divulgação
Will Smith como Gênio da lâmpada em “Aladdin” Imagem: Divulgação

Azulão

A cor azul do Gênio de “Aladdin” é uma criação da Disney, mas o personagem é baseado em uma das 1001 histórias contadas por Sherazade, que estão no clássico da literatura árabe “As Mil e Uma Noites”. No original, Aladdin tem que encontrar uma lâmpada mágica que guarda uma entidade sobrenatural chamada jinn, que em português virou gênio e tem a aparência de um fantasma.

Pode até parecer estranho que a Disney tenha optado por apresentar o Will Smith como uma entidade mística toda pintada de azul e com aquela “fumacinha” saindo do pé, mas o público logo se acostuma. Afinal, depois de “Avatar”, ninguém nunca mais estranhou alguém ser azul nos cinemas.

Divulgação
Efeitos especiais transformaram Will Smith no Gênio em “Aladdin” Imagem: Divulgação

Engraçado

Assim como Robin Williams, que dublou o Gênio na animação de 1992, Will Smith também é um humorista. No filme fica claro que o ator está se divertindo ao interpretar o personagem. O Gênio de Smith é engraçado e carismático. Ele faz piadas e até bullying em Aladdin. As intervenções do Gênio são ótimos escapes cômicos em um filme multicolorido, fazendo graça de maneira ingênua que vai agradar a criança e o adulto.

Divulgação
Will Smith é um alívio cômico em “Aladdin” Imagem: Divulgação

Amigo

Uma característica bastante marcante do Gênio é a amizade que ele desenvolve com Aladdin. Em um momento do filme, o Gênio diz que sua relação com as outras pessoas que descobriram a lâmpada sempre foi de servidão. Com Aladdin, no entanto, foi diferente. Eles ficam amigos e a cumplicidade entre os dois é uma das coisas mais legais de se ver na tela. É como se eles fossem amigos de longa data.

Divulgação
Gênio da Lâmpada aconselha Aladdin Imagem: Divulgação

Cantor

Neste ponto, Will Smith supera Robin Williams. Smith também fez carreira como cantor e usa seus dotes musicais para dar mais vivacidade às interpretações das canções clássicas do filme. Robin Williams, por sua vez, não era cantor e suas interpretações musicais em “Aladdin”, se comparadas com Smith, não ficaram tão divertidas. Ponto para Smith!

Compare:

Humano

No fim das contas, embora os Gênios venham da mitologia árabe como entidades místicas, eles podem se transformar em humanos se o seu mestre assim desejar. Pois é o que acontece com Will Smith, que assume a forma humana em diversas situações.

Divulgação
Will Smith como Gênio em “Aladdin” Imagem: Divulgação

[=]

Veja também!

Dia do orgulho LGBTQ+: 10 momentos da cultura pop que nos deixaram orgulhosos em 2019

28 de junho marca o dia do orgulho LGBTQ+ ao redor do mundo. A data …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.